a arte da simplicidade

Estamos rodeados de brilhos a encher nossas expectativas. Os livros nos fazem crer que só o mais caro dos artefatos são úteis. Entretanto sem um sentimento real a magnetizar o objeto e a ação nada feito. É quando numa caminhada na mata a recolher alguns gravetos chegamos a fazer muito mais do que com alguma parafernália valiosa. A simplicidade é uma habilidade do olhar. Sem essa sensibilidade podemos deixar coisas importantes passarem despercebidas. Quantas e quantas vezes pensei em comprar um livro especial para faze-lo de meu diário. Entretanto nessa espera deixei de fazer o mais importante que era anotar minhas experiências e pensamentos. Nesse caso era muito mais útil utilizar qualquer caderno para isso, guardando com cuidado estes registros o resultado seria o mesmo.

elucubrações IV

O caminho se abre para todos e teimamos em nos sentir especiais quando avançamos por eles. O trabalho que enfrentamos nos dão a falsa impressão de que de fato estamos acima de algo, ou por cima da banda podre e isso nada mais é do que uma ilusão...

da mata ao urbano... adaptando-se

Ao longo dos anos algumas coisas foram difíceis de digerir. O primeiro entrave, devido a carga cristã na infância, foi lidar com o conceito de bem e mal, pois como todos sabem, qualquer coisa além do cristianismo é por si só algo maléfico. Eu poderia me considerar um iniciante tolo e medroso e não por menos, já que o destino do inferno permeia qualquer um que seja um pouco mais aberto a novas correntes e conceitos. Um ritual com fogueira foi o estopim para alçar voou. Nesta época fiz algumas coisas simples como rituais relacionados aos elementos mais básicos e isso abriu minha mente ainda mais. Tendo superado isso investi em estudar cada vez mais e por força das circunstâncias o hermetismo surge e todas as coisas correlatas começaram a fazer algum sentido.

novos caminhos



O Zzurto é um blog sobre minhas práticas e dos autores vinculados. O objetivo dele desde sempre foi colocar pra fora todas as ideias que circundam a mente de quem já vem praticando várias coisas ao longo dos anos. Contudo não temos interesse em criar sistemas, dogmas ou algo do tipo. Nosso interesse sempre será o de trazer a tona ideias que nos iluminaram e que poderão iluminar vocês. Não sigam nada cegamente. Testem tudo sempre. Busquem saber mais do que sabemos. E tragam ideias novas e se necessário nos corrijam. O blog agora conta com um domínio próprio. Podemos chamar o Zzurto de site e o endereço antigo redirecionará você para o domínio certo.
Temo ter de explicar o tempo que passamos sem atualizar nada por cá nem na coluna no TDC. A vida exigiu muito mais do que esperávamos, precisamos de tempo para nós mesmos para digerir tudo o que nos vem ocorrendo. É um tempo de renovação e não podemos nos descuidar.
Espero que neste ano novo possamos estar mais presentes nesse elo virtual que é este espaço. Insistirei em escrever ao menos uma vez de quinze em quinze dias. Entretanto o silêncio sempre será melhor do que falar por falar então nos perdoem se por qualquer motivo não consigamos levar adiante esta empreitada de atualizar sempre.
Dito isto, agradeço a todos terem curtido a página no facebook e no google plus. A cara geral do site Zzurto está para mudar. Por enquanto fica o layout antigo enquanto testamos novas maneiras mais agradáveis de trazer estas ideias para vocês. Entretanto aceitamos sugestões a esse respeito. Admito que gosto deste layout.

Grato pela compreensão de todos.

endereço novo: www.zzurto.com.br




reabsorção...

E quando tudo dá errado? O que fazer?
Esse é o ponto crucial entre a experiência e a falta dela. Iniciantes estão sujeitos a criar zilhões de problemas para si e para seus párias e muitas vezes não tem a capacidade de perceber tais problemas.
Tomar a atitude de criar algo - servidores por exemplo - é algo que requer bastante responsabilidade e o velho cacife. Mas isso não significa que estou declarando que é para não se fazer. "Faça o que tu queres...", sempre vai valer muito mais.

O templo sagrado


Vi essa imagem sendo postada no Facebook em alguma das milhões de comunidades que participo. Vale a pena conferir. Como essa foi a única imagem com qualidade suficiente que encontrei pela internet eu estou postando aqui para que todos tenhamos acesso as informações contidas nela. Essa imagem dentre outras faz parte de um trabalho do grupo "Ordo TriMegistus". Link abaixo.

Abraço e luz!

P.S.: qualquer informação contraditória na postagem avisem!

Se porventura a imagem não ficar boa utilizem esse link do Google Drive!

Recebi esse link de Francisco Cabral lá na página do Zzurto no face! Tem essa imagem e outras para venda. Clique aqui!

Uma breve explicação sobre esse trabalho da "Ordo TriMegistus", que por sinal é algo muito valioso para qualquer buscador!

Vedada a distribuição com o objetivo do lucro! Imagem com direitos reservados! Essa publicação aqui no Zzurto tem por finalidade unicamente a divulgação de um trabalho de qualidade.

S.O.Q.C.

considerações sobre o exercício 1

Avaliando o exercício 1 que expus anteriormente há de fato algumas considerações a serem feitas e advertências.

Antes de mais nada por que eu escolhi dentre tantas possibilidades os passos da forma como escolhi.

Se observarem bem já lanço de início a questão dos Chakras onde já foco o do terceiro olho. Utilizei também aspectos de visualização que não são simples para iniciantes e a velha e básica técnica de respiração que vai estar presente, de certo modo, em quase todos os exercícios e técnicas das mais variadas vertentes místicas.