O primeiro rito

Silêncio!
espere calmamente…
Sinta o ar penetrando seu corpo inteiro… mas numa constante pulsação termine cada ciclo dela ao expirar
aplaque os pensamentos sem medo da solidão… vivencie o escuro como o princípio de tudo
E perca-se lentamente no vazio…
Quando isso ocorrer… flutue até o seu próprio ventre… um útero espiritual dentro de sua essência…
E silenciosamente sorria…
Agradecendo por tudo…
Volte lentamente… abrindo os olhos com prazer.
Comentários
1 Comentários